Clique aqui e faça o download gratuito do nosso devocional diário “O Evangelho do Advento”.

Leia Apocalipse 21.1-6

Como você lidou com a pandemia? O que ela fez com seu relacionamento com Deus? Algumas pessoas se achegaram a Deus e encontraram forças para superar os momentos difíceis. Mas, para alguns que talvez tenham perdido entes queridos ou que estremeceram perante a escala do sofrimento em todo o mundo, a pandemia suscitou questões.

Como um Deus amoroso pode permitir que coisas como essa aconteçam? É o antigo “problema do sofrimento” — no mínimo tão antigo quanto o livro de Jó. A Bíblia não tem uma resposta única para essa questão; em vez disso, nos oferece vários ângulos diferentes.

Então, bem no final da Bíblia, encontramos esta mensagem: “Não haverá mais morte, nem luto, nem choro, nem dor” (Ap 21.4). Deus vai curar sua criação de tudo o que a estraga e danifica. As pessoas às vezes reclamam que não há muitas evidências do amor de Deus no livro de Apocalipse. Alguns podem dizer o mesmo da pandemia. Mas você consegue imaginar uma imagem mais bonita do amor de Deus do que esta: “Ele enxugará toda lágrima de seus olhos” (v. 4)?

Apocalipse certamente não se limita a retratar os horrores da história. Mas a esperança permeia tudo e floresce na visão final que o profeta recebe. Deus fará novas todas as coisas. Ele tem um novo futuro para toda a sua criação.

Quando pensamos sobre o futuro, geralmente pensamos sobre o destino para o qual o passado e o presente nos levarão. Mas nesse caso é diferente. Como só Deus pode criar, só ele pode renovar toda a sua criação. Tudo começou com a ressurreição de Jesus — uma coisa nova que muda tudo. Em vidas transformadas pelo Espírito de Cristo, temos uma degustação do novo futuro.

Esse futuro em si vai muito além do que podemos imaginar. Mas a visão de João nos convida a também levantar nossos olhos para aquele alto monte (v. 10) onde a Nova Jerusalém desce do céu. Com os olhos dele, podemos ver muito mais longe do que normalmente enxergamos.

No coração do novo futuro está Deus: “A morada de Deus agora está entre o povo, e ele habitará com eles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles” (v. 3). Este sempre foi o propósito de Deus para sua criação e é o que fará toda a diferença.

Compartilhar dessa visão de João não é apenas devaneio piedoso. Ela nos dá esperança para viver. Podemos começar a viver de acordo com o que Deus promete, e isso fará toda a diferença em nossas vidas agora.

Richard Bauckham é professor emérito de estudos do Novo Testamento na Universidade de St Andrews, Escócia, e autor de muitos livros, entre eles Theology of the Book of Revelation.

[ This article is also available in English español Français 简体中文 한국어 Indonesian 繁體中文, and русский. See all of our Portuguese (Português) coverage. ]

Boletins gratuitos

Mais boletins