Clique Aqui e faça o download do nosso devocional diário “O Evangelho do Advento”.

Leia Lucas 1.5-25, 57-66

Se você cresceu com neve no Natal, sabe que não há nada como o silêncio de uma noite fria de inverno. E isso não é mero sentimentalismo — é parte do projeto criativo de Deus. A neve fresca absorve e amortece o som. O padre Joseph Mohr foi um dos que refletiu sobre esse fenômeno de uma noite fria de inverno. Mohr, um jovem sacerdote, escreveu as palavras que vieram a se tornar a adorada canção de Natal que frequentemente cantamos nesta época do ano, “Noite Feliz” [em inglês, “Silent Night” ou “Noite Silenciosa”].

Na história que se desenrolou por trás do nascimento de Jesus, encontramos outro sacerdote, Zacarias, e sua esposa, Isabel. Lucas nos diz que ambos eram descendentes de sacerdotes e pessoas muito fiéis e piedosas. Mas eles também sofriam muito, pois seu casamento de muitos anos não gerara filhos, e agora eles já estavam velhos. Então, um milagre aconteceu: o anjo Gabriel disse a Zacarias que Deus responderia às suas orações angustiadas de décadas. E eles teriam um filho!

Essa história poderia terminar aí, e seria um maravilhoso conto de Natal em que a tristeza fora substituída por alegria. Contudo, há nessa melodia uma nota inesperada e sombria que não podemos ignorar. Como Zacarias lutou para acreditar na mensagem do anjo Gabriel (e quem não lutaria?), ele ficou mudo durante toda a gravidez de Isabel. Ele ficou em silêncio. Zacarias passou de um sacerdote de Deus respeitável e bem articulado a um velho homem que só conseguia se comunicar por sinais manuais. Isso era vexatório — e até mesmo humilhante. O que devemos fazer com essa reviravolta perturbadora da história?

Deus está sempre fazendo mil e uma coisas boas em cada situação, mesmo que não possamos vê-las. O coração compassivo de Deus ainda está operando aqui, proporcionando a este casal de idosos um filho da alegria. O poder de Deus se manifesta em, mais tarde, usar esse filho para trazer a redenção ao mundo. Ele se tornaria o famoso profeta que batizava no deserto, chamando de volta o povo de Deus e apontando para Jesus.

A história de Zacarias nos mostra que Deus continua a fazer sua obra boa e graciosa, mesmo em meio a nossa condição de criaturas caídas, tomadas pela descrença. A fé hesitante de Zacarias não foi obstáculo para o poder de Deus. Embora o silêncio forçado de Zacarias fosse frustrante e humilhante, na realidade, foi um presente. Por meio desse milagre negativo, Deus mostrou a Zacarias e ao mundo que todos aqueles acontecimentos não eram meras coincidências. Não, essa temporada de silêncio demonstrou que Deus estava se movendo de maneira nova e poderosa para trazer vida ao mundo. Como resultado, a história de Zacarias não terminou em juízo, mas sim com Deus abrindo a boca mais uma vez para proclamar toda a beleza da misericórdia divina.

Jonathan T. Pennington é professor de Novo Testamento no Southern Seminary e pastor na área de formação espiritual. Entre seus livros está Jesus the Great Philosopher.

[ This article is also available in English español Français 简体中文 한국어 Indonesian 繁體中文, and русский. See all of our Portuguese (Português) coverage. ]

Boletins gratuitos

Mais boletins