Jump directly to the Content

News & Reporting

Convenção Batista do Sul desfilia a igreja de Rick Warren

Também ficou determinado que outras quatro congregações que têm pastoras não atuam em “cooperação amigável” com a SBC, bem como uma foi removida, devido à sua resposta a abuso.
|
English
Convenção Batista do Sul desfilia a igreja de Rick Warren
Image: Allison Dinner / AP
Stacie e Andy Wood, na Igreja Saddleback.

Uma das maiores e mais conhecidas megaigrejas dos Estados Unidos, a Saddleback Church, não faz mais parte da Convenção Batista do Sul (SBC), depois de colocar na equipe uma pastora para atuar na área de ensino, no ano passado.

Saddleback estava entre as cinco igrejas que têm pastoras e foram consideradas como igrejas que “não mais [atuam] em cooperação amigável” com a denominação, em uma reunião do Comitê Executivo da SBC [Convenção Batista do Sul], em Nashville, na terça-feira.

A congregação de Lake Forest, na Califórnia, ordenou três mulheres no púlpito, em maio de 2021, uma decisão que abalou alguns membros da denominação Batista do sul que acreditam que o papel de pastor é reservado aos homens. Então, no ano passado, Saddleback escolheu Andy Wood como sucessor de Rick Warren e pastor principal da igreja, e sua esposa, Stacie Wood, foi colocada como pastora para a área de ensino.

Warren respondeu assim aos apelos para que a SBC cortasse os laços com sua igreja, na reunião anual da convenção, em junho de 2022, realizada em Anaheim, Califórnia: “Vamos continuar brigando por questões secundárias”, disse ele, “ou vamos manter o principal como principal?”

Na época, o comitê de credenciamento — o grupo encarregado de recomendar a desfiliação de uma determinada igreja — não havia chegado a uma decisão sobre Saddleback, dizendo que não estava claro se a declaração de fé da SBC restringia as mulheres de assumirem qualquer posição que fizesse trabalho pastoral ou que tivesse um título pastoral, ou se isso se aplicava apenas ao pastor titular.

“Eu poderia falar a todos vocês a respeito do que acredito sobre o dom do pastorado em contraste com o ofício do pastorado, mas não estou aqui para falar sobre isso”, comentou Warren, que passou a maior parte do tempo ao microfone refletindo sobre suas décadas de história com a SBC.

Esta semana, o comitê recomendou que a Saddleback Church fosse desfiliada, alegando que esta igreja “tem uma fé e uma prática que não se identificam intimamente com a declaração de fé adotada pela Convenção, conforme demonstra a igreja, ao ter uma pastora que atua na área de ensino ocupando um cargo pastoral”.

De acordo com o site da Saddleback, Stacie Wood pregou nos cultos de domingo por três vezes, desde que seu marido foi comissionado, em setembro de 2022.

Horas depois da decisão, Rick Warren postou no Instagram as seguintes palavras: “Amigos do mundo inteiro: estamos tão emocionados com o amor de vocês! Kay e eu amamos todos vocês também! Responderemos à #SBC no NOSSO tempo e à nossa maneira, por meio de canais diretos ”, listando o alcance [de sua mensagem] por meio de boletins informativos, rádio e redes sociais, onde o autor do livro Vida com Propósito tem 11 milhões de seguidores.

O Comitê Executivo aprovou a decisão, também cortando relações com duas igrejas que têm pastoras seniores (New Faith Mission Ministry, em Griffin, na Georgia, e St. Timothys’s Christian Baptist, em Maryland) e com duas igrejas que são lideradas por pastoras (Calvary Baptist, em Jackson, no Mississippi, e Fern Creek Baptist, em Louisville, no Kentucky).

“Conforme declarado no Artigo VI da Fé e da Mensagem Batistas, a SBC mantém a crença de que o ofício de pastor é limitado a homens qualificados segundo as Escrituras”, disse o presidente do Comitê Executivo, Jared Wellman, em um comunicado. “Essas igrejas têm sido valorizadas e têm atuado em cooperação por muitos anos, e essa decisão não foi tomada levianamente. No entanto, continuamos comprometidos em defender as convicções teológicas da SBC e em manter a unidade entre suas igrejas cooperantes”.

O comitê de credenciamento também recomendou que uma única igreja — a Freedom Church, em Vero Beach, na Flórida — fosse desfiliada por questões relacionadas à sua resposta a abuso sexual. Apesar de uma crescente conscientização sobre a questão do abuso sexual na denominação, a SBC agiu no sentido de remover apenas umas poucas congregações, desde 2020, a maioria das quais empregou de forma consciente, como pastor, um agressor sexual condenado e com registro criminal. Outras igrejas foram desfiliadas por seus posicionamentos sobre a comunidade LGBT e questões raciais.

As igrejas que perdem sua posição como cooperadoras com a SBC não podem mais enviar mensageiros votantes para a reunião anual da convenção, mas podem recorrer da decisão. A próxima reunião anual da SBC está marcada para junho, em Nova Orleans.

Traduzido por: Mariana Albuquerque

Editado por: Marisa Lopes

-

[ This article is also available in English. See all of our Portuguese (Português) coverage. ]

January/February
Support Our Work

Subscribe to CT for less than $4.25/month

Read These Next

close