Jump directly to the Content

News&Reporting

Tim Keller pede orações por ter câncer de pâncreas

O pastor e autor de Nova York anunciou seu diagnóstico no domingo passado e começa a quimioterapia na próxima semana.
Tim Keller pede orações por ter câncer de pâncreas
Image: Tim Keller

Tim Keller pediu orações nas mídias sociais aos seus seguidores, enquanto começa a quimioterapia para tratar um câncer de pâncreas.

O conhecido escritor e pastor anunciou a notícia de seu diagnóstico em uma postagem no Instagram e no Twitter, na manhã de domingo [7 de junho].

“Menos de três semanas atrás, eu não sabia que tinha câncer”, escreveu Keller. “Hoje vou para o Instituto Nacional do Câncer, no Instituto Nacional de Saúde (NIH), para exames adicionais, antes de iniciar a quimioterapia para o câncer de pâncreas, na próxima semana, em Nova York.”

Keller, de 69 anos, disse que sentiu a presença de Deus e se sentiu bem fisicamente ao passar por testes iniciais, biópsias e cirurgia. Ele vê o fato de os médicos terem detectado o câncer no estágio atual como uma intervenção providencial de Deus.

“Tenho excelentes médicos humanos, mas o mais importante é que o Grande Médico está cuidando de mim”, escreveu.

Keller deixou o cargo de pastor sênior da Redeemer Presbyterian Church, em Manhattan, em 2017, após 28 anos de ministério naquela congregação. Ele continua escrevendo, pregando e trabalhando junto à organização global de apoio à plantação de igrejas City To City, da Redeemer Presbyterian Church. Keller pediu orações para que ele pudesse continuar seu trabalho, apesar dos efeitos colaterais do tratamento.

Nas últimas semanas, Keller compartilhou sua série Gospel in Life, sobre evangelho e raça, e promoveu o Uncommon Ground, livro sobre o testemunho cristão em meio a divisões, que ele coeditou com John Inazu.

Keller foi diagnosticado com câncer de tireoide, em 2002, sobre o qual escreveu em seu livro Caminhando com Deus em meio à dor e ao sofrimento. Ele tem um conhecido no NIH: o diretor Francis Collins. Keller conversou no mês passado com Collins, cristão reconhecido e geneticista premiado, durante uma conversa on-line sobre fé em meio à pandemia de coronavírus. Collins liderou o NIH em meio a um esforço histórico de pesquisa em torno da imunoterapia contra o câncer, incluindo avanços para o tratamento do câncer de pâncreas, próstata e mama.

O câncer de pâncreas pode ser uma forma particularmente difícil de diagnosticar e agressiva, e representa cerca de 3% dos diagnósticos de câncer nos EUA e 7% de todas as mortes por câncer.

Na última década, outros líderes evangélicos, incluindo o teólogo Dallas Willard e o ex-presidente da InterVarsity Christian Fellowship, Steve Hayner, morreram após lutar contra o câncer de pâncreas.

Keller concluiu seu comunicado com uma referência a Hebreus 12.1–2: “Correndo a corrida diante de mim com alegria, porque, por mim, Jesus correu, com alegria, uma corrida infinitamente mais difícil”.

Read These Next

close