A igreja ucraniana precisa de apoio. Mas o mesmo acontece com os indivíduos que pastoreiam o corpo de Cristo. Muitas vezes eles se perdem atrás de manchetes e estatísticas da guerra. Mesmo as citações de suas palavras não conseguem transmitir toda a profundidade de sua luta.

A Christianity Today pediu a líderes evangélicos ucranianos que ajudassem os leitores a entrarem em seu mundo devastado pela guerra, compartilhando um pouco sobre o que está acontecendo no país. Cada um forneceu um versículo da Bíblia que achou ser significativo para perseverar, pedidos de oração sobre necessidades pessoais e anseios espirituais profundos, e uma sugestão sobre como os leitores podem se envolver.

Taras Dyatlik, diretor de engajamento da ScholarLeaders International para o Leste Europeu e Ásia Central:

Atualmente apoiando uma rede de seminários ucranianos, Dyatlik identificou três estágios de necessidade. A necessidade imediata é evacuar, realocar e encontrar locais seguros para salvar a vida de alunos, funcionários e professores. Em mais ou menos uma semana, a situação de todos eles deve se estabilizar em termos de acomodações de longo prazo. E, então, aguardando os desdobramentos da guerra, eles descobrirão como continuar a educação teológica.

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

Marcos 14.27-28: “‘Ferirei o pastor, e as ovelhas serão dispersas.’ Mas, depois de ressuscitar, irei adiante de vocês para a Galileia”.

Às vezes nos encontramos com Jesus, não porque o seguimos, mas porque ele vem até nós — como agora, em nossa guerra brutal com a Rússia. E ele nos pergunta, assim como perguntou a Pedro no mar da Galileia: “Você me ama?” (João 21.16-17). Ainda assim, isso acontece depois do café da manhã, depois que ele cuidou de nós primeiro. Mesmo quando falhamos nos desafios desta guerra, a amizade dele está disponível para nos dar força.

Pelo que ele está orando:

Estou orando por minha esposa e muitas outras esposas que se recusaram a sair do país e deixarem seus maridos para trás. Mas também estou orando para que esta guerra abale a consciência da humanidade e a teologia da igreja. Não podemos mais exaltar um nacionalismo que tantas vezes exige que outros sejam rebaixados, como vemos tantos cristãos fazendo agora na Rússia.

Oleksandr Geychenko, presidente do Seminário Teológico de Odessa:

A United World Mission tem sido um parceiro de décadas do nosso seminário, localizado na costa ocidental do Mar Negro da Ucrânia. Enquanto seus colegas, presidentes de seminários em outras cidades da Ucrânia, transformaram seus campi em locais de refúgio, Geychenko vem tentando fazer a retirada de funcionários e alunos da escola e sustentá-los da melhor maneira possível.

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

1Coríntios 12.26-27: Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele. Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo.

No domingo passado, celebramos nossa Ceia do Senhor mensal pela primeira vez, desde o início da guerra. O ponto alto foi a identificação com o sofrimento de irmãos e irmãs que têm entes queridos em nações vizinhas, ou que estão ainda na estrada em busca de acomodação, ou que pereceram nos ataques a muitas de nossas cidades. Ao tomar o pão, porém, eu sabia que era parte do corpo de Cristo.

Article continues below

Boletins gratuitos

Mais boletins

Pelo que ele está orando:

Estou orando através da ira de uma dor quase tangível. Em vez da minha rotina no seminário, sou um voluntário de emergência. Nossas vidas foram destruídas, nossas almas foram queimadas e não há um fim à vista. Para que a integridade de nosso país seja restaurada, precisamos que Deus dê discernimento espiritual e clareza moral ao mundo. Então, essa tempestade pode se voltar contra os agressores e dispersá-los.

Yuriy Kulakevych, diretor de relações exteriores da Igreja Pentecostal Ucraniana:

Como a Igreja Pentecostal Ucraniana é a maior rede de igrejas carismáticas do país, Kulakevych faz parte de uma administração que está facilitando a ajuda aos evacuados por todas as suas redes regionais. Gerentes de armazém, operadores de call center, contadores, cozinheiros e motoristas integram o trabalho de bastidores que possibilita o cuidado físico e espiritual diretos.

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

2Coríntios 6.9-10: como desconhecidos, apesar de bem conhecidos; como morrendo, mas eis que vivemos; espancados, mas não mortos; entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.

Apesar de nossos muitos problemas, devemos lembrar que hoje é o dia da salvação. Não a sentimos, mas em Cristo temos o suficiente para abrir bem nossos corações para atender às necessidades dos que nos rodeiam.

Pelo que ele está orando:

Estou orando por uma restauração sobrenatural durante as curtas noites de sono! Todo mundo está fazendo o seu melhor — física, mental e espiritualmente — mas alguns, especialmente os jovens, precisam ser libertados do estresse pós-traumático. No entanto, em meio às trevas da guerra, estou orando pela evangelização das nações da Federação Russa, pois o evangelho está encoberto pelas vestes negras dos padres ortodoxos.

Vadym Kulynchenko, missionário da organização Our Legacy Ukraine:

Parte de um movimento de discipulado em Kamyanka, a cerca de 234 quilômetros ao sul de Kiev, Kulynchenko tem supervisionado o fornecimento de alimentos, remédios, produtos de higiene e combustível para os ucranianos que estão deixando o país fugindo da violência. Ele também está reservando verbas, pela fé, para a futura reconstrução da Ucrânia.

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

Marcos 14.35-36: Indo um pouco mais adiante, prostrou-se e orava para que, se possível, fosse afastada dele aquela hora. E dizia: “Aba, Pai, tudo te é possível. Afasta de mim este cálice; contudo, não seja o que eu quero, mas sim o que tu queres”.

Podemos levar a Deus com sinceridade nossos questionamentos e lutas, e devemos fazê-lo — para não cairmos na tentação de perder a paz ou odiar os russos. Mas, uma vez que entregamos nossas vidas a Deus, devemos aceitar e obedecer às respostas que ele nos dá.

Pelo que ele está orando:

Estou orando por uma orientação clara de Deus sobre se devo mandar minha família para fora da Ucrânia. Nossa região central está segura agora, mas as coisas podem mudar rapidamente. A Eurásia e o Oriente Médio estão no epicentro das profecias de Deus sobre o fim dos tempos; então, precisamos entender como nos comportar agora e nos eventos terríveis que estão por vir.

Article continues below

Ruslan Maliuta, contato de redes estratégicas da organização One Hope :

Dedicado à cooperação de igrejas e distribuição de Bíblias para crianças, Maliuta também está ligado a ministérios que ajudam órfãos e crianças desacompanhadas dos pais a deixarem áreas de ataque russo. Originalmente de Kiev, ele se mudou com sua família para continuar servindo na Europa Ocidental.

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

João 8.31-32: Disse Jesus [...]: “Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”.

Seguir genuinamente a Jesus nos ajuda a discernir a realidade. A mídia oferece narrativas concorrentes, mas isto é uma guerra, seu autor é Putin e seu objetivo é destruir a Ucrânia como um país livre e quebrar nosso espírito. E, a menos que ele seja detido, continuará a avançar pela Europa.

Pelo que ele está orando:

Estou orando pelos pais de minha esposa, que permanecem em Kiev, e por sabedoria para sabermos como pastorear nossos cinco filhos nesta época tão desafiadora. Mas além da Rússia, devemos orar para que as mentiras e os enganos que caracterizam tantos problemas, identidades e histórias levem os cristãos a um melhor discipulado em como ser luz.

Maxym Oliferovski, líder de projeto da organização Multiply Ukraine:

Esta missão dos Irmãos Menonitas opera o New Hope Center, em Zaporizhzhia, a cerca de 65 quilômetros do reator nuclear agora controlado pela Rússia. Enquanto evacua e reassenta refugiados no Leste Europeu, Oliferovski auxilia a rede anabatista de igrejas locais no sudeste da Ucrânia que continuam a servir suas comunidades.

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

Salmos 11.5: O Senhor prova o justo, mas o ímpio e a quem ama a injustiça, a sua alma odeia.

Vemos mortes violentas ao nosso redor na Ucrânia, e nossa única oração só pode ser para que Deus impeça isso. Mas podemos ser encorajados ao saber que Deus também odeia tal violência, e com o tempo trará seu justo juízo sobre aqueles que a praticam.

Pelo que ele está orando:

Estou orando para que minha família enfrente essa dificuldade que estamos passando, mas com sabedoria para saber como continuar servindo melhor as pessoas ao nosso redor. Mas também estamos orando por milagres, para que, à medida que Deus atenda às necessidades físicas das pessoas, ele também dê paz à sua alma e, em tudo isso, que seu nome seja glorificado.

Sergey Rakhuba, presidente da Missão Eurásia:

Com a visão de capacitar a próxima geração de líderes de igrejas evangélicas em 12 países da antiga União Soviética, bem como em países com populações russas expressivas, Rakhuba está atualmente na Moldávia supervisionando a mudança impulsionada pela crise para fornecer comida, abrigo, remédios e cuidados pastorais em três centros de refugiados no Leste Europeu. E ele diz que 1 mil voluntários foram mobilizados dentro da Ucrânia para ajudar aqueles que estão deixando o país — e os que estão permanecendo nele — nas várias zonas de guerra.

Article continues below

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

Isaías 43.2:Quando você atravessar as águas, eu estarei com você; e, quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. Quando você andar através do fogo, você não se queimará; as chamas não o deixarão em brasas.

É fácil confiar em Deus quando nada está acontecendo; mas quando estamos no meio de um mal que varre tudo ao nosso redor é que devemos confiar em Deus. O coração está sangrando; mas como o amor de Jesus brilha através da tragédia, ainda podemos encontrar esperança e alegria.

Pelo que ele está orando:

Estou orando por força e coragem para liderar. Posso não estar presente na Ucrânia, mas minha equipe e meus amigos estão, alguns deles estão levando comida para as áreas mais perigosas, e nosso centro em Lutsk foi bombardeado ontem à noite. Mas, mais do que apenas política, este é um ataque espiritual à igreja. Em meio aos recursos bastante limitados da igreja, estou orando para que Deus mostre seu poder e faça o evangelho brilhar.

Mykola Romaniuk, pastor sênior da Irpin Bible Church:

Liderando a maior igreja batista na região suburbana conhecida como “Wheaton” de Kiev, Romaniuk e sua congregação foram deslocados pelo recente ataque russo. Mas eles continuam a apoiar tanto os membros da igreja quanto os descrentes, à medida que se espalham, bem como suas igrejas parceiras nas cidades de Vinnytsa e Rivne, no oeste da Ucrânia, que estão hospedando muitos desabrigados.

O versículo da Bíblia qur o tem ajudado a perseverar:

Eclesiastes 3.8: tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.

Agora é tempo de odiar e de lutar. Amar um inimigo que vem com uma arma exige fazê-lo retroceder, e aqueles que não se mobilizam militarmente devem fazê-lo espiritualmente — em oração incessante. Quando o tempo de amar e de viver em paz voltar, buscaremos então reparar as relações com os crentes russos que admitirem o pecado de seu silêncio diante desse fratricídio.

Pelo que ele está orando:

Estou orando pelo meu coração, que é como o coração de Davi, quando ele estava cercado por um exército idêntico de homens enganadores e maus (Sl 43.1). Um jovem irmão, membro da nossa igreja, foi assassinado na rua, enquanto ajudava outras pessoas, pois nossas cidades pacíficas sofrem bombardeios diários. Estou orando por aqueles que estão presos no frio e na neve, e pelos refugiados cristãos, para que possam encontrar uma comunidade espiritual em sua realocação.

Valentin Siniy, presidente do Instituto Cristão Tavriski:

Localizado perto da península da Crimeia, o instituto fica na cidade portuária de Kherson, que caiu sob ocupação russa. O campus está agora sob ameaça de ser transformado em um quartel militar. Incapaz de dar continuidade às aulas no seminário, Siniy passou a ajudar nas evacuações e no fornecimento de necessidades básicas às igrejas ucranianas que estão nas regiões controladas pela Rússia.

Article continues below

O versículo da Bíblia que o tem ajudado a perseverar:

1Coríntios 15.51-52:Eis que eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Pois a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados.

É difícil encontrar uma passagem certa que possa consolar nossos corações. Mas eu me lembrei desse versículo, enquanto me afastava de minha cidade natal, ouvindo atrás de mim os lançadores de foguetes bombardeando-a. Esta guerra nos transformará — para sempre — e nunca mais seremos os mesmos.

Pelo que ele está orando:

Estou orando pela minha família e pelo inferno emocional que estamos passando. Mal dormimos ontem à noite, tivemos intoxicação alimentar, minha cunhada tem um problema de saúde grave e estamos longe dos médicos e hospitais que conhecemos. Mas ao olhar para este mundo pecaminoso e para o reino da destruição, peço a Deus que mais pessoas condenem o pecado da guerra. Precisamos que seu reino celestial venha e restaure seu propósito original para a criação.

Traduzido por Mariana Albuquerque

[ This article is also available in English español Français 简体中文 한국어 Indonesian 繁體中文 русский, and Українська. See all of our Portuguese (Português) coverage. ]